Light theme

The Legend of Zelda: Twilight Princess review
by pedrinho lanches

Twilight Princess é quase um Ocarina of Time 2, uma resposta da Nintendo à reação do público geral aos relativamente esquisitos Majora's Mask e Wind Waker. 

O senso comum rechaça um pouco o jogo por ele ter um mundo semi-aberto muito árido, e ideias sub-aproveitadas (como o mundo das trevas e a forma de lobo) e uma introdução comprida demais que dá pra Link um background de trabalhador rural. E aplaude as dungeons do jogo, que são muitas e mesmo assim mantém um padrão alto de qualidade. 

Apesar de isso ter ligação com a verdade, Twilight Princess é um Zelda impressionante e criativo em muita coisa. A história é fraca, como é até de se esperar de um game, mas a execução é interessante, com cenas cinematográficas e NPCs interessantes. De sua maneira, ele impressiona mais que o plot mais coeso de Skyward Sword, por fazer uma ambientação muito boa com seus NPCs. 

Recomendo, se possível, jogar na versão HD ou emular com o pacote de texturas do victorrosa, ou mesmo com as texturas normais e o jogo renderizado em alta definição. O estilo mais fotorrealista ganha muito com esse aumento de qualidade de processamento gráfico, e esse Zelda claramente tinha como intenção impressionar nesse aspecto. 
«Underrated»